quinta-feira, 19 de maio de 2011

E quando a pessoa certa aparece na hora errada?!

Tem algo que todos temos em comum: o desejo de encontrar alguém especial. Alguém que faça nosso mundo virar de pernas pro ar e nossa vida ganhar uma nova tonalidade. Esperamos por alguém bonito, inteligente, carinhoso, sexy, atencioso e com quem possamos ser nós mesmos. Esperamos por aquele encontro que ainda nem terminou e já nos deixa desejando o próximo, por aquela mania que ele tem de fazer coisas que você não gosta só para provocá-la e depois rir da sua cara emburrada, pela maneira como ela faz manha quando diz que está doente e precisa de colo, pela forma intelectual com que ele tenta ajudá-la com os trabalhos do estágio, pelo sorriso sapeca que só ela sabe dar. Mas o que acontece se essa pessoa aparecer na hora errada?
.
Já perdi as contas de quantas vezes ouvi reclamações de amigos sobre os momentos inoportunos em que o cupido resolveu fazer o seu trabalho. E as desculpas para puxar o escudo e não se deixar envolver naquele momento são sempre as mesmas: falta de tempo para assuntos pessoias, planos inadiáveis que já haviam sido feitos antes daquela pessoa certa aparecer, decepções recentes ou medo de se envolver e se machucar. Posso confessar? Nenhuma delas me convence.
.
Sou do time do Lulu Santos, atualmente está tão difícil encontrar alguém bacana, que quando um certo alguém desperta um sentimento, pra que resistir? Ah, gente, paixão é inesperado, é sintonia, afinidade, admiração. Paixão é contato, é olhos nos olhos, é química, desejo, atração. Paixão é imprevisto, não marca hora pra chegar, e a graça está justamente em sermos surpreendidos por ela... Mas, o que fazer se o sentimento aparece justamente quando estamos com outros planos em mente ou ocupados demais para nos rendermos a ele? Devemos colocá-lo em stand by? Devemos convidá-lo para sentar, tomar um café e pedir que esperem nossos corações despertarem para vivê-lo? Será que não é pedir demais?
.
Eu acredito que quando alguém quer estar junto, está. Não tem isso de "não é a hora certa", "preciso colocar a cabeça no lugar" e muito menos "não quero correr o risco de te machucar". Quem gosta, quer. E quem quer de verdade não dá espaço pra outro conquistar a pessoa querida. Além do mais, como saberemos se um sentimento será bom ou ruim se não nos arriscarmos a vivê-lo? Por isso sou a favor de tentar, cair, sorrir, chorar. Entregue-se, arrependa-se, apaixone-se. Mas nunca questione se é ou não a hora certa, simplesmente porque não existe um momento exato para nos rendermos a alguém, a um sentimento, a um pressentimento. Confie no destino, confie no seu coração, confie em quem o acaso fez esbarrar em você.
.
." quando um certo alguém desperta um sentimento,
é melhor não resistir e se entregar..."

4 comentários:

Dio. disse...

Se a pessoa certa diz que você apareceu na hora errada, então talvez ela não seja a pessoa certa pra você.

Concordo plenamente "quem gosta, quer estar perto. quem quer de verdade não dá espaço para outro conquistar a pessoa amada".

Adoro seus textos.

Carinne Barbosa disse...

Penso igualmente à você!

Um beijo, Sam.

Por Ela disse...

As vezes desperdiçamos grandes oportunidades porque nos rendemos ao medo de arriscar... sou totalmente a favor de novas experiências e acredito que tudo que acontece na vida é fruto do destino e não do acaso. Belíssimo texto amiga!

Anónimo disse...

E o que fazer quando vc está prestes a se casar e uma pessoa surge faltando apenas um mês antes do seu casamento, abala toda sua estrutura e vc não consegue pensar em mais nada,
Com todos os planos feitos, casa montada, convites entregues tudo pronto?